venerdì 18 giugno 2010

Adeus Saramago

.
.
Oggi, venerdì 18 Giugno, José Saramago è spirato alle 12,30 nella sua casa di Lanzarote, all’età di 87 anni, a seguito di un cedimento multiplo degli organi, dopo una lunga malattia.
Lo scrittore è morto con affianco la sua famiglia, andandosene in modo sereno e tranquillo.
.
Fondazione José Saramago
18 Giugno 2010

.
“Não é verdade. A viagem não acaba nunca. Só os viajantes acabam. E mesmo estes podem prolongar-se em memória, em lembrança, em narrativa. Quando o viajante se sentou na areia da praia e disse: «Não há mais que ver», sabia que não era assim. O fim duma viagem é apenas o começo doutra. É preciso ver o que não foi visto, ver outra vez o que se viu já, ver na Primavera o que se vira no Verão, ver de dia o que se viu de noite, com sol onde primeiramente a chuva caía, ver a seara verde, o fruto maduro, a pedra que mudou de lugar, a sombra que aqui não estava. É preciso voltar aos passos que foram dados, para os repetir, e para traçar caminhos novos ao lado deles. É preciso recomeçar a viagem. Sempre. O viajante volta já”.
José Saramago, Viagem a Portugal, Caminho - O Campo da Palavra, Lisboa 1995, p. 387.
.
“Non è vero. Il viaggio non finisce mai. Solo i viaggiatori finiscono. E anche loro possono prolungarsi in memoria, in ricordo, in narrazione. Quando il viaggiatore si è seduto sulla sabbia della spiaggia e ha detto: «Non c’è altro da vedere», sapeva che non era vero. La fine di un viaggio è solo l’inizio di un altro. Bisogna vedere quel che non si è visto, vedere di nuovo quel che si era già visto, vedere in primavera quel che si era visto in estate, vedere di giorno quel che si è visto di notte, con il sole dove la prima volta pioveva, vedere le messi verdi, il frutto maturo, la pietra che ha cambiato posto, l’ombra che non c’era. Bisogna ritornare sui passi già dati, per ripeterli, e per tracciarvi a fianco nuovi cammini. Bisogna ricominciare il viaggio. Il viaggiatore torna subito”.
José Saramago, Viaggio in Portogallo, Giulio Einaudi editore, Torino 1999, p. 507.


7 commenti:

Ana Tapadas ha detto...

Um abraço e obrigada.
bj

Tétis ha detto...

Amigo Domenico

Eu sabia que não irias deixar de homenagear Saramago no dia em que o universo das letras ficou mais pobre.

Beijinhos

Domenico Condito ha detto...

Hoje a Literatura mundial ficou mais pobre e nós mais tristes.
Um grande abraço a Portugal.

Susete Evaristo ha detto...

Obrigada pelo abraço
Sim Portugal ficou mais pobre e não foi só no campo da literatura, hoje perdeu-se antes de mais um amigo um camarada.
Viverá porem pelo seu trabalho e pelo seu exemplo de verticalidade.
Um abraço

ETERNA APAIXONADA ha detto...

Que surpresa boa encontrá-lo em meus blogs! Obrigada pela visita, Domenico!
Embora o motivo não seja feliz, fiquei alegre por reencontrá-lo!
Sua homenagem demonstra sensibilidade e respeito ao homem que se foi, porém deixa em nós a eterna lembrança de sua obra!
Tenha um ótimo fim de semana!
Beijos

Andradarte ha detto...

Belo Texto...Vou ver mais tarde
o vídeo, pois é grande, mas com interesse.
Abraço

Tais Luso ha detto...

Não só Portugal ficou triste; os brasileiros ficaram também mais tristes e todos mais pobres. Foi-se o homem corajoso e coerente; foi-se o grande escritor. Mas deixou um legado para a humanidade.
Vou ver o vídeo, também. Que maravilha as homenagens dos blogueiros a Saramago!

Meu obrigada, sempre, pela sua presença em meu blog.

beijo
tais luso

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...